segunda-feira, 18 de março de 2019

Redução em linhas e rotas pode ser a salvação do transporte público em Campina

O superintendente de Trânsito e Transportes Públicos de Campina Grande, Félix Neto, disse que vê com preocupação as paralisações dos motoristas de ônibus na cidade, devido à falta de aumento salarial e pagamento de vantagens, como o ticket alimentação, alegada pela categoria. Durante entrevista concedida à Rádio Campina FM, Félix disse que os motoristas já vêm, há bastante tempo, reclamando por atraso no pagamento dos seus proventos. 

– Existe um estudo técnico no sentido do enxugamento das próprias linhas, para que haja ajustes em locais onde já são atendidos pelo transporte público. Evidentemente que é um estudo que tem que ser feito com muita cautela porque Campina Grande só tem 200 ônibus, que atende à necessidade em pontos essenciais da cidade, mas as dificuldades são outras, são do ponto de vista de reclamação como insegurança, enfim, tudo isso que afeta o transporte público como um todo. Há um entendimento nesse sentido de levar soluções por esse caminho – ressaltou. 

Félix disse ainda que há um cuidado para que o transporte público não seja extinto na cidade por força de clandestinos, da insegurança e da necessidade de ter mais qualidade e melhor serviço.

Fonte: Paraíba Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...