sábado, 21 de outubro de 2017

Tarifa de ônibus sobe para R$ 3,30 a partir deste sábado em João Pessoa

A tarifa de ônibus de João Pessoa vai ser reajustada para R$ 3,30 a partir deste sábado (21). O aumento foi anunciado pela Superintendência de Mobilidade Urbana de João Pessoa (Semob-JP), em cumprimento a uma decisão judicial favorável ao Sindicato dos Transportes Urbanos de João Pessoa (Sintur-JP). 

O procurador-geral do Município, Adelmar Régis, afirmou que a decisão vai ser cumprida porque os recursos impetrados pela Prefeitura de João Pessoa no Tribunal de Justiça da Paraíba e no Superior Tribunal de Justiça (STJ) ainda não foram julgados e o prazo para cumprimento termina nesta sexta-feira (20). "Os órgãos da Administração Municipal mantêm posição contrária e continuarão com recursos no Tribunal de Justiça da Paraíba e em Brasília na tentativa de derrubar o aumento da passagem de ônibus, mas cumpre a decisão judicial de primeira instância para evitar a aplicação de multas que podem penalizar gravemente o erário", diz uma nota da Semob. 

A decisão pelo reajuste foi do desembargador João Benedito, que manteve o entendimento da juíza Flávia da Costa Lins Cavalcanti. Ela determinou que fosse feita uma adequação no preço das passagens. Segundo o parecer, o valor aprovado pelo prefeito Luciano Cartaxo não cobre os custos do setor, conforme explicou o Sintur-JP. Régis explicou que a prefeitura concedeu reajuste em janeiro com base no índice de inflação, fixando a tarifa em R$ 3,20, não havendo outras justificativas para acréscimo de valor.

Fonte: G1 Paraíba

Expresso Guanabara marca presença no Festival de Turismo de João Pessoa

A Guanabara marca presença no 7º Festival do Turismo de João Pessoa. Nossos encontros com o público do evento acontecem no dia 20/10 às 16h, sala 2; e dia 21/10 às 19h, sala 1. 

Abordaremos assuntos sobre a empresa e nossos serviços, principais rotas, destinos e também novas oportunidades de negócio com a Guanabara.

Fonte: Viaje Guanabara

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Deficientes terão direito à biometria cadastrada

O Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de João Pessoa (Sintur-JP) inicia, na próxima segunda-feira (23), uma atualização cadastral dos usuários de transporte público, que são portadores de deficiência. A partir do dia 02 de dezembro, o acesso aos ônibus só será possível utilizando o novo sistema. 

Com a atualização cadastral, as pessoas com deficiência, que possuem gratuidade no transporte público, passarão a utilizar o sistema biométrico e poderão acessar os ônibus, normalmente, pela porta dianteira, bastando passar seu próprio cartão e fazer a leitura biométrica. A ação ocorrerá em parceria com Funad. 

O recadastramento será feito na Funad, no bairro Pedro Gondim, de segunda a sexta, das 8h às 17h. A atualização será feita por ordem alfabética e o beneficiário deve ir pessoalmente portando identidade, CPF e o cartão de cadastro anterior, que será trocado na hora pelo novo cartão eletrônico, com foto e biometria. Atualmente, o sindicato tem mais de 12.500 mil pessoas com deficiência registradas como usuárias de ônibus. A expectativa é que com a atualização dos dados, eventuais inconsistências nas informações sejam corrigidas. 

Fonte: Mais PB

PRF constata irregularidades em ônibus escolares de 20 municípios da Paraíba

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) constatou irregularidades no transporte escolar de 20 municípios da Paraíba. Os dados foram colhidos em uma operação chamada Transporte Escolar Seguro, realizada pela PRF de 18 a 22 de setembro, em Campina Grande. O Ministério Público da Paraíba divulgou, nesta quinta-feira (19), que recebeu o relatório do resultado da operação. 

Durante a operação, várias irregularidades foram constatadas, entre elas veículos sem autorização para transporte escolar, ônibus com lotação excedente, alunos em pé ou sentados no corredor do ônibus, pneus lisos, a maioria dos passageiros (estudantes) sem uso do cinto de segurança, motoristas sem o curso especializado para transporte coletivo de passageiros e um caso de embriaguez ao volante. 

As irregularidades foram constatadas em ônibus do Estado da Paraíba e dos municípios de Boqueirão, Aroeiras, Queimadas, Casserengue, Alagoa Nova, Remígio, Algodão de Jandaíra, Boa Vista, Monteiro, São Vicente do Seridó, São João do Cariri, Soledade, Juazeirinho, Equador, Gurjão, Campina Grande, Nova Floresta, Lagoa Seca, Bananeiras e Caturité.

Fonte: G1 Paraíba

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

A tarifa 2017 nos ônibus de João Pessoa

Em janeiro de 2017, quando da aprovação da tarifa dos ônibus em R$ 3,30,ainda compúnhamos o Conselho Municipal de Mobilidade Urbana da Semob-JP na condição de Conselheiro Suplente representante do Sintur-JP. 

Consta ao final da respectiva ata o seguinte: – “Foram apresentadas, pela Semob, duas planilhas, uma com o cenário para 2017 no valor de R$ 3,43 e a outra com o cenário de 2016 com cálculo de R$ 3,32.Encerrada a discussão, por onze votos foi aprovada a tarifa de R$ 3.32 arredondada para R$ 3,30”. Nota-se que a tarifa aprovada (R$ 3,30) já se caracterizava defasada porquanto, como dito pela Semob, ela correspondera ao “cenário 2016”. 

Para o cenário 2017 a Semob calculara em R$ 3,43. Mesmo assim, o valor de R$ 3,30 não foi homologado pelo prefeito pessoense que o reduziu para R$ 3,20, mas sem adotar qualquer providência compensatória para evitar o aprofundamento do desequilíbrio econômico do serviço, como, por exemplo, emitir uma Medida Provisória para que o ISS incidente sobre a tarifa ficasse em 2%, hoje de 5%, ou seja, diminuindo-o em 3% que corresponderiam aos 10 centavos reduzidos em favor dos passageiros. Está claro que agora, quando a Justiça determina que a Prefeitura adote a tarifa em R$ 3,30 não se está neste ano dando-se um segundo reajuste. Está-se completando o único que não foi dado.

por Mário Tourinho

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Sintur-JP respeita cálculos tarifários que definiram uma tarifa de R$ 3,30

O Sindicato das Empresas de Transporte Coletivos Urbanos de João Pessoa (Sintur-JP) esclarece que não está pleiteando novo aumento de passagens. O motivo da ação na Justiça, impetrada pelos dois consórcios que operam na capital, não é o de definir um novo valor da tarifa, mas, assegurar a cobrança do preço que foi calculado e aprovado pelo Conselho de Municipal de Mobilidade Urbana do órgão gestor que, no caso de João Pessoa, é a Superintendência de Mobilidade Urbana (Semob). 

O Sindicato alega que o prefeito Luciano Cartaxo desconsiderou os cálculos da Semob, reduziu a tarifa em R$ 0,10 e provocou um desequilíbrio no setor que já vinha operando com custos defasados. O diretor executivo do Sintur-JP, Isaac Júnior, lembra que o valor da tarifa é baseado, exclusivamente, em cálculos técnicos, feitos a partir de um software que contabiliza as planilhas com os custos operacionais das empresas de transporte e os divide, proporcionalmente, pelos passageiros de ônibus que pagam seus deslocamentos. 

No último reajuste, segundo Isaac, em janeiro passado, referente aos custos operacionais de 2016, os cálculos do Conselho apontaram a necessidade de uma tarifa de R$ 3.30, mas, por decisão própria, o prefeito Luciano Cartaxo reduziu esse valor em R$ 0,10, homologando um valor inferior ao definido pela Semob. “Essa redução, que desconsidera os cálculos tarifários, afetou o equilíbrio do sistema de transporte que ingressou na Justiça com um pedido de reconsideração do valor das passagens para que ela seja cobrada como foi calculada, ou seja, respeitando os custos operacionais”, reitera o diretor do Sintur-JP. 

Fonte: News Comunicação
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...