sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Passageiros reclamam da superlotação nos ônibus de Campina Grande

O limite de lotação de um ônibus costuma ficar escrito em uma placa dentro do veículo. Mas, na prática... O dia mal começou e a quantidade de passageiros no Terminal de Integração de Campina Grande é imensa. “É isso aqui todos os dias. Temos que pegar ônibus super lotados”, dizem os usuários.

Superlotação é intensa no interior dos veículos
Os passageiros se ajeitam como pode no interior dos veículos, “Quem vai descer primeiro fica mais próximo da porta de saída, e assim vamos nos ajeitando como podemos, a superlotação é demais” afirma a estudante Janaíra Ferreira.

“Não é possível controlar a quantidade de passageiros” afirmam motoristas
Os motoristas afirmam que é quase impossível controlar a quantidade de passageiros. “Não temos um controle, os passageiros sentados a gente sabe porque as cadeiras são numeradas nos veículos” afirmou o motorista Daniel de Melo.

De acordo com gerente da STTP, Araci Brasil, estudos estão sendo realizados pelo órgão, a fim de resolver a situação.

Com informações: G1 Paraíba

Dois ônibus são assaltados em João Pessoa

Mais dois coletivos foram vítimas de assaltos em João Pessoa nesta quinta (30). O primeiro ocorreu às 14:30h no Presidente Médici no carro da linha 116-Colinas, onde os bandidos realizaram o arrastão e antes de desembarcar cortaram a orelha do motorista com uma faca.
Já por volta das 21h o veículo 0850 que fazia a linha 603-Bessa/Bessa Shopping foi o alvo da ação de um jovem armado de faca que roubou todos os pertences dos passageiros, no entanto, ao tentar fugir foi preso pela Polícia Militar.

Fonte: Ônibus da Paraíba

Grupo sequestra ônibus com 30 estudantes

Um ônibus da empresa São José foi sequestrado por bandidos na cidade de Campina Grande. O veículo, que estava com cerca de 30 estudantes, foi levado da porta de uma faculdade particular. Celulares foram roubados. Segundo o coronel Lívio Delgado, comandante do 2º Batalhão de Polícia Militar, um dos suspeitos esqueceu o celular dentro de um carro que teria sido deixado pelos grupo após liberar as vítimas. 
"Encontramos um celular dentro carro e quando fomos averiguar o conteúdo do equipamento, várias fotos existiam no aparelho. Quando mostramos as vítimas, todas reconheceram ele como um dos assaltantes", disse. Conforme consta no relatório do Ciop de Campina Grande, por volta das 21h, o transporte escolar estava estacionado na frente da instituição de ensino superior quando quatro assaltantes invadiram o veículo e deram início a ação criminosa. As vítimas disseram que o ônibus percorreu alguns bairros da cidade. 

Segundo a Polícia Militar, apesar da grande quantidade de ocupantes, apenas quatro estudantes tiveram celulares e pertences roubados. O sequestro do ônibus ocorreu no bairro da Liberdade e o transporte foi localizado nas proximidades de um restaurante de comida regional no bairro do Catolé. As vítimas foram levadas para a Central de Polícia Civil onde prestaram depoimento e deram informações sobre os suspeitos. 

Fonte: Portal Correio

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

VLT chega a João Pessoa neste fim de semana, mas só deve operar em fase de teste a partir de 2015

A primeira composição do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), que fará o transporte de passageiros da Grande João Pessoa, deve chegar a Capital entre à tarde da sexta-feira (31) e a manhã do sábado (1º), de acordo com informações da assessoria de imprensa da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) de João Pessoa. A composição sai da cidade de Barbalha, no Ceará, na tarde desta quarta-feira (29), e viaja desmontada.
Segundo a assessoria da CBTU, a composição do VLT fica na oficina da companhia, em Cabedelo, e será montada em até dois meses, ficando pronta no início de janeiro de 2015, quando serão realizados os primeiros testes. No fim de janeiro, a empresa responsável pela fabricação do VLT entregará mais duas composições e até novembro do ano que vem, toda a frota deverá ser disponibilizada. Além da montagem, a oficina da CBTU também servirá de ponto de manutenção e abastecimento do VLT.

Para isso, a assessoria da companhia informou que o local passará por uma reforma e adequação das bombas de combustível, já que as novas composições não utilizam o mesmo combustível dos trens atuais. As estações de passageiros também irão passar por processos de modernização, além da construção de novas plataformas. A assessoria disse que as reformas e adequações da oficina e das estações de passageiros dependem do andamento da licitação para contratação da empresa responsável pelos estudos, planejamento e execução das obras. Não foram divulgadas datas para que tudo esteja concluído. Mais modernos e ágeis do que os trens atuais, as composições do VLT prometem tornar mais rápido e seguro o transporte de passageiros. A previsão é de que a espera entre uma composição e outra passe a ser de até 15 minutos, contra os 50 minutos atuais.

Fonte: Portal Correio
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...