segunda-feira, 14 de maio de 2012

Especial: Terminal Rodoviário de João Pessoa

As obras do Terminal Rodoviário de João Pessoa foram iniciadas em 1974 na administração municipal de Dorgival Terceiro Neto, mas os pessoenses e os visitantes da capital tiveram que esperar oito anos para o término da construção, e a nova estação Rodoviária foi inaugurada em 22 de janeiro de 1982.

A partir das cinco horas da manhã, os ônibus chegaram a plataforma, que foi lotada pelos usuários que rumavam para as diversas cidades do interior paraibano. Todos eles demonstrando uma certa alegria e surpresa com a beleza e grandeza da nova estação.

O Terminal, que se constituía num dos mais modernos do nordeste, segundo as manchetes da época, foi projetado pelo arquiteto paraibano Glauco Campelo colaborador de Oscar Niemayer.
 
O projeto vencedor do concurso para o Terminal Rodoviário de João Pessoa utiliza uma feliz combinação de telha auto-portante em aço pré-pintado sobre estrutura em concreto armado. 

A estrutura é constituída por pórticos, com vinte cinco metros de vãos e balanços de quinze metros, espaçados a cada dez metros e interligados por vigas de contraventamento nas extremidades dos balanços e no meio do vão, onde se localiza uma clarabóia.

O Terminal Rodoviário de João Pessoa foi construído no vale do rio Sanhauá no bairro do Varadouro, localizado na rua Francisco Londres s/n, no centro antigo da cidade, em uma área alagada de mangue que teve que ser aterrada.  

A estação possui 32 plataformas, dois portões de embarque e um de desembarque, uma cabine para controle de chegada e saída dos ônibus, 33 guichês para compra de passagens, um setor de informações; dois boxes para embarque de bagagens; para assistência social e serviços de urgência médica; sala para juizado de menores; para policia rodoviária; DER; setor administrativo; telefones; agencia dos correios; setor de guarda volumes, bancos, bebedouros, banheiros. No piso superior funciona lojas; restaurantes; lanchonete; bancas de revista, entre outros.

Matéria: André Feitosa Martins

2 comentários:

Grupo Diamantino disse...

hoje em dia dar modo de ir na Rodoviária

Yuri Lacerda disse...

Hoje em dia faz vergonha ter, com todo o aumento da demanda no terminal, tê-lo da mesma forma que é desde 1974. Nunca passou por uma reforma realmente relevante e útil, muito pelo contrário, recentemente, passou por modificações que só fizeram dificultar a mobilidade dos carros que chegam para deixar os passageiros, sem contar que é proibido parar e estacionar em qualquer lugar que não seja pago um valor absurdo para poder ficar mais 3 min, se não é multado. Hoje posso dizer que esse terminal é um lixo, e a minha sugestão é construir um novo terminal preparado para receber a demanda de uma metrópole, pois daqui há alguns anos é isso que João Pessoa irá se tornar!

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...