terça-feira, 14 de março de 2017

Por que nos ônibus ainda há passageiros sem o cartão Passe Legal?

Na recente semana uma notícia foi muita comentada e que correspondeu a um acordo firmado no dia 3 de março corrente pelas empresas de transporte coletivo urbano da Região Metropolitana de João Pessoa perante a Procuradoria Regional do Trabalho, cuja finalidade foi a de assegurar a contratação de novos cobradores para os respectivos ônibus, de modo a restabelecer o quantitativo desses profissionais ao quadro existente em 1º de agosto de 2016. 

O restabelecimento desse quadro deve ocorrer dentro de um prazo de 90 dias. E também tendo como referência esse mesmo número 90, no acordo firmado ficou estabelecido que novas rescisões contratuais dos cobradores podem ocorrer a partir do atingimento do percentual de 90% da utilização do cartão eletrônico Passe Legal para pagamento da respectiva passagem nos ônibus urbanos desta Região Metropolitana. 

Já se completaram 10 anos da implantação do sistema de bilhetagem eletrônica nos ônibus da Grande João Pessoa, cujo símbolo mais representativo é o cartão eletrônico Passe Legal. Portanto, desde dezembro de 2006 que os usuários do transporte coletivo sabem como é prática quanto vantajosa a utilização desse cartão eletrônico. A praticidade está configurada inclusive na maior rapidez como dá-se o embarque do passageiro. 

A vantagem configura-se na possibilidade que esse mesmo passageiro conta de fazer a integração, em qualquer parada dos ônibus, para conclusão de sua viagem. Em outras palavras: desce de um ônibus e embarca no segundo ônibus em qualquer lugar da cidade, ou seja, sem perder tempo com o deslocamento para um local de integração física, que corresponde àqueles Terminais “fechados”… ou “gradeados”. 

O cartão eletrônico tem outro aspecto que caracteriza mais um benefício pra todo mundo: é mais seguro, tendo em vista que faz retirar o uso do dinheiro em espécie dentro do ônibus, minimizando a ocorrência de assaltos contra os passageiros. É, pois, estranho – pra não dizer inadmissível – que muitos passageiros continuem sem usar o cartão Passe Legal. E ocorrendo que todos utilizem o sistema eletrônico para pagamento de suas passagens, certamente haverá a redução de custos operacionais em favor dos próprios passageiros.

por Mário Tourinho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...