terça-feira, 16 de junho de 2015

MP-Procon realiza audiência sobre combate aos transportes clandestinos

A Superintendência de Mobilidade Urbana de João Pessoa (Semob) se comprometeu a entregar ao Programa de Proteção e Defesa do Consumidor do Ministério Público da Paraíba (MP-Procon) relatório de fiscalizações realizadas nos últimos dois anos em relação ao transporte clandestino. O compromisso foi firmado durante audiência pública realizada nesta segunda-feira (15), na sede do MP-Procon, em João Pessoa. 
Estiveram presentes na reunião os representantes dos Sindicados dos Motoristas de ônibus, representantes da CPTran/BPTran-PB, do Detran-PB e da Associação dos Usuários do Transporte Coletivo (AUTC-PB). Durante a reunião, o representante do Sindicato Estadual dos Motoristas de ônibus, Antônio de Pádua, falou da falta de zelo pela Semob, com relação a fiscalização das faixas de ônibus, principalmente com relação aos transportes clandestinos que estão aumentando cada dia. “Esses transportes não são realizados apenas por veículos de pequeno porte, mas de grande porte também. Com o aumento desses transportes, mais de dois mil trabalhadores com carteiras assinadas já foram demitidos nos últimos 5 anos, além de várias empresas fecharem suas portas”, disse Antônio de Pádua. 

O promotor de Justiça e diretor-geral do MP-Procon, Glauberto Bezerra, determinou que a Semob encaminhe relatórios de fiscalizações realizadas pelo órgão nos últimos dois anos, discriminando dentre outros, carros apreendidos e multas aplicadas no prazo de 15 dias. O representante da Semob, Cristino Nóbrega, se comprometeu em efetuar filmagens nos pontos considerados críticos pelo órgão e que disponham de equipamentos de filmagem e enviará, no prazo de 10 dias, para o MP-Procon. Já o representante da Batalhão de Policiamento de Trânsito (Bptran), Coronel Almeida, disse que vem realizando ações rotineiras de prevenção, tanto de iniciativa do próprio comando, como em conjunto com outras instituições. Ele informou que diariamente há uma média de 110 veículos apreendidos por diversos motivos, inclusive clandestinos e que, além dessas ações, são realizadas também ações educativas. O coronel finalizou propondo à Semob a integração nessas ações de contenção e educação.

Fonte: MPPB

Um comentário:

Robson Alcantra disse...

Esse Coronel Almeida além de mentiroso é completamente Hipócrita, e Cínico! Quero saber onde esse sujeito está fazendo apreensões dos Transportes CLANDESTINOS? Pois toda Paraíba, Brasil, e Mundo sabe muito bem que esses fora da Lei casam prejuízos incalculáveis aos cofre públicos como um todo sem gerar nenhum tipo de Receita para serem convertidos para Educação, Saúde, Infra Estrutura, e Segurança, Entretanto, os mesmos serve diretamente para os Traficantes, Assaltantes de Bancos, Sequestradores, Placas Frias, Chassi Adulterados,Dirigem sem Habilitação, C.L.V. (Certificado de Licenciamento Veicular) atracados, e Etc... toda essas corja sabem muito bem, pois esses fora da Lei vem com esse tipo de Ilegalidade desde 1995, e até o presente momento esses descarados não tomaram nenhuma iniciativa colocando o ponto nesses fora da Lei (CLANDESTINOS)! Deve ser por este motivo que a Justiça é caracterizado como Cega, ou seja, permanece com o Véu de Osíris Rá sobre os olhos! Uma verdadeira vergonha para todos nós que trabalhamos Arduamente para manter os Salários desse Irresponsáveis da Justiça, e de toda Categoria DETRAN-PB, BPTRAN-PB, D.E.R.-PB, E SEMOB 4 Órgãos completamente desmoralizados, e sem Comando.

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...