sábado, 15 de abril de 2017

Especial Setusa (Parte IV)

Uma frota de primeira, os ônibus do Setusa chegaram a ser os mais modernos em operação no Brasil e no exterior, com elevados padrões de conforto e segurança, os primeiros 20 ônibus da Setusa foram do modelo, O371 U, fabricados pela Mercedes-Benz do Brasil e adquiridos à Padiesel S/A. A compra fez parte de um lote que já esta duplicado, com a decisão do governador Tarcísio Burity, de autorizar a compra de outros 20 veículos, com as mesmas especificações técnicas. 

Para o diretor de vendas da Padiesel, sr. Olavo Pinheiro, o governador do estado iniciou muito bem a operação do Setusa, pois o O371 U é o ônibus mais moderno da Mercedes- Benz, seja no Brasil ou no exterior, ele lembra que, com a encomenda anunciada a PA diesel tornava-se a principal revendedora de ônibus Mercedes-Benz no nordeste, fato que foi considerado auspicioso para o próprio estado da Paraíba. O modelo adquirido pelo governo tinha design atraente, com amplas janelas panorâmicas e espaço interno totalmente aproveitável, oferecendo condições avançadas de conforto e segurança. "sendo o mais novo e arrojado padrão tecnológico em ônibus urbano", ele foi projetado único e exclusivamente para o ônibus urbano, o O371 U era equipado com suspensão equipadas por molas heliocodais na dianteira, amortecedores telescópicos e estabilizadores na traseira e na dianteira. 

O sistema de iluminação branca de néon integra-se a estrutura interna da carroceria, enquanto os acentos são anatômicos, assegurando a comodidade dos passageiros, as portas largas favoreciam maior fluxo de passageiros, o que é aprimorado ao dispositivo de abre e fecha em dois estágios. Um sistema especial de segurança impedia a movimentação do veículo enquanto as portas estivessem abertas. Um salão bastânte espaçoso, os bancos em fibra de vidro, estavam disposto de forma racional, garantindo conforto a quem viajava sentado ou em pé em todo o espaço havia também balaustres distribuídos a todo o espaço. O nível tecnológico da linha oferecia ao veículo maior segurança e total qualidade em seu trabalho, sendo o posto de comando projetado para oferecer o máximo de conforto e funcionalidade.

Com essas caracteristicas, os ônibus da Setusa já conquistaram a simpatia e a preferência dos usuários de transportes coletivos de João Pessoa, era orgulho para Padiesel participar dessa festa que era a implantação da empresa criada pelo Governador Tarcísio Burity. João Pessoa estava de parabéns com a aquisição dos novos ônibus urbanos. Mas isso não foi encarado pelos empresários tão simples e agradável assim, os empresários que desgostosos com a firme atitude do governador, jogaram duro, tentando forçar a barra para que ele recuasse. Mas fazendo valer-se de sua autoridade de governo ele foi em frente. Foram inúmeras as justificativas para que o novo sistema não fosse implantado: pressões, boicotes, ameaças de retirada de transportes de circulação, venda de linhas, linhas entregada para o governo... que de nada adiantou por que a palavra dada foi cumprida. Houve até quem comentasse que a partir daí o governo não teria mais votos na classe empresarial, (de certa forma, apelação com intuito de amedrontar o governo, para que o mesmo sentisse toda a extensão do gesto que fez valer a cumprir). Mas ele permaneceu impassível. Porque sua decisão partiu de uma maneirainconsequente, impensada, leviana,... nasceu de uma tomada de decisão com consciência, respeitosa, sádia e responsável. Afinal seu objetivo não era ferir suscetibilidades, mas encontrar uma saída definitiva e não soluções paliativas para o problema. 

Na época as greves se sucediam, ônibus depredados, virados e até incêndiados. Protesto geral, Pânico, Tensão. A toda hora a Polícia Militar, Civil e até mesmo a federal era chamada para manter a ordem. Muitas vezes os próprios empresários de armas em punho corriam a fim de defenderem seu patrimônio. Mandavam recolher os carros as garagens, instruíam os cobradores e motoristas de como agir. De um lado o povo sem poder trabalhar. Do outro os empresários que muito justo não queriam perder nada (nem os usuários nem os ônibus). O impasse estava criado. e a bagunça era geral, o povo nas ruas revoltados exigiam providências imediatas e até mesmo drásticas, mas ela surgiu de maneira ordeira e pacífica, o dia da entrega da Setusa, foi mesmo de festa. As pessoas aplaudiram o governador e mesmo aqueles que estiveram contra a idéia deram a mão a palmatoria. 

Fonte: Arquivo Histórico Ônibus da Paraíba

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...