terça-feira, 22 de outubro de 2013

Empresário cobra ações dos governos no setor de transportes em Bayeux

O empresário Adalberon Wilson reconheceu a precariedade de funcionamento não apenas dos transportes coletivos, mas de todo o sistema envolvido e cobrou ações mais efetivas pelos governos federal, estadual e municipal, quanto à falta de faixas exclusivas para ônibus, bem como de planejamento e infraestrutura. “É determinante a atuação, sobretudo do DER, na solução desses problemas, que chegaram ao nível do insuportável, com a invasão de frotas de transportes clandestinos”, afirmou. 

“Ou não é essa é a realidade ?”, indagou, lembrando que nos idos de 1984 a empresa Wilson que atende a população de Bayeux, possuía a melhor frota de ônibus da região metropolitana da Grande João Pessoa, com 10 dos 21 ônibus, novos. Ele acrescentou que quase 30 anos depois, 55% dos seus passageiros migraram para os mais de 1.500 veículos fantasmas e inseguros, conduzidos por motoristas sem registro, muitos deles que utilizam o serviço simultaneamente para tráfico de drogas e armas. 

Passe livre: Adalberon também mostrou-se favorável ao passe livre para os estudantes, desde que apontada a fonte de subsídio. “Alguém tem que bancar essas gratuidades. Em São Paulo, o prefeito está repassando esse custo para a taxa de IPTU”, exemplificou. Por fim, ele repudiou o apedrejamento de um dos ônibus que atende à população de Bayeux, fato ocorrido menos de 24 horas após líderes estudantis, representantes do setor e da sociedade civil, prefeito e vereadores terem discutido a situação dos transportes coletivos durante audiência pública na Câmara Municipal.

Fonte: PB News

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...